Quaresma de São Miguel: Consagração

Ó Príncipe nobilíssimo dos Anjos,
valoroso guerreiro do Altíssimo,
zeloso defensor da glória do Senhor,
terror dos espíritos rebeldes,
amor e delícia de todos os Anjos justos,
meu diletíssimo Arcanjo São Miguel,
desejando eu fazer parte do número dos vossos devotos e servos,
a vós hoje me consagro,
me dou e me ofereço e ponho-me a mim próprio,
a minha família e tudo o que me pertence,
debaixo da vossa poderosíssima proteção.
É pequena a oferta do meu serviço,
sendo como sou um miserável pecador,
mas vós engrandecereis o afeto do meu coração;
recordai-vos que de hoje em diante estou debaixo do vosso sustento
e deveis assistir-me em toda a minha vida
e obter-me o perdão dos meus muitos
e graves pecados, a graça da amar a Deus de todo coração,
ao meu querido Salvador Jesus Cristo
e a minha Mãe Maria Santíssima,
obtende-me aqueles auxílios que me são necessários
para obter a coroa da eterna glória.
Defendei-me dos inimigos da alma,
especialmente na hora da morte.
Vinde, ó príncipe gloriosíssimo,
assistir-me na última luta
e com a vossa arma poderosa lançai para longe,
precipitando nos abismos do inferno,
aquele anjo quebrador de promessas
e soberbo que um dia prostrastes no combate no Céu.

São Miguel Arcanjo,
defendei-nos no combate para que não pereçamos no supremo juízo.