Oração da Manhã

+Pelo sinal da santa cruz,
+livrai-nos, Deus nosso Senhor,
+dos nossos inimigos.

+Em nome do Pai,
e do Filho
e do Espírito Santo.
Amém.

Hino – Magnificat (Lc 1,46-55)

“Minha alma glorifica ao Senhor,
meu espírito exulta de alegria
em Deus, meu Salvador,
porque olhou para sua pobre serva.
Por isso, desde agora,
me proclamarão bem-aventurada todas as gerações,
porque realizou em mim maravilhas
aquele que é poderoso
e cujo nome é Santo.
Sua misericórdia se estende,
de geração em geração,
sobre os que o temem.
Manifestou o poder do seu braço:
desconcertou os corações dos soberbos.
Derrubou do trono os poderosos
e exaltou os humildes.
Saciou de bens os indigentes
e despediu de mãos vazias os ricos.
Acolheu a Israel, seu servo,
lembrado da sua misericórdia,
conforme prometera a nossos pais,
em favor de Abraão
e sua posteridade, para sempre”.

Salmo (Sl 3)

“Senhor, como são numerosos os meus perseguidores!
É uma turba que se dirige contra mim.
Uma multidão inteira grita a meu respeito:
“Não, não há mais salvação para ele em seu Deus!”.
Mas vós sois, Senhor, para mim um escudo;
vós sois minha glória, vós me levantais a cabeça.
Apenas elevei a voz para o Senhor,
ele me responde de sua montanha santa.
Eu, que me tinha deitado e adormecido,
levanto-me, porque o Senhor me sustenta.
Nada temo diante desta multidão de povo,
que de todos os lados se dirige contra mim.
Levantai-vos, Senhor! Salvai-me, ó meu Deus!
Feris no rosto todos os que me perseguem,
quebrais os dentes dos pecadores.
Sim, Senhor, a salvação vem de vós.
Desça a vossa bênção sobre vosso povo.”

Salmo (Sl 50)

“Tende piedade de mim, Senhor,
segundo a vossa bondade.
E conforme a imensidade de vossa misericórdia,
apagai a minha iniquidade.
Lavai-me totalmente de minha falta,
e purificai-me de meu pecado.
Eu reconheço a minha iniquidade,
diante de mim está sempre o meu pecado.
Só contra vós pequei, o que é mau fiz diante de vós.
Vossa sentença assim se manifesta justa,
e reto o vosso julgamento.
Eis que nasci na culpa,
minha mãe concebeu-me no pecado.
Não obstante, amais a sinceridade de coração.
Infundi-me, pois, a sabedoria no mais íntimo de mim.
Aspergi-me com um ramo de hissope e ficarei puro.
Lavai-me e me tornarei mais branco do que a neve.
Fazei-me ouvir uma palavra de gozo e de alegria,
para que exultem os ossos que triturastes.
Dos meus pecados desviai os olhos,
e minhas culpas todas apagai.
Ó meu Deus, criai em mim um coração puro,
e renovai-me o espírito de firmeza.
De vossa face não me rejeiteis,
e nem me priveis de vosso santo Espírito.
Restituí-me a alegria da salvação,
e sustentai-me com uma vontade generosa.
Então, aos maus ensinarei vossos caminhos,
e voltarão a vós os pecadores.
Deus, ó Deus, meu salvador,
livrai-me da pena desse sangue derramado,
e a vossa misericórdia a minha língua exaltará.
Senhor, abri meus lábios,
a fim de que minha boca anuncie vossos louvores.
Vós não vos aplacais com sacrifícios rituais;
e se eu vos ofertasse um sacrifício, não o aceitaríeis.
Meu sacrifício, ó Senhor, é um espírito contrito,
um coração arrependido e humilhado,
ó Deus, que não haveis de desprezar.
Senhor, pela vossa bondade,
tratai Sião com benevolência,
reconstruí os muros de Jerusalém.
Então, aceitareis os sacrifícios prescritos,
as oferendas e os holocaustos;
e sobre vosso altar vítimas vos serão oferecidas.”