Fazer a vontade de Deus

O Evangelho de Jesus segundo São Mateus, no capítulo 12, do versículo 46 ao 50, narra o momento em que alguém avisa Jesus que sua mãe e seus irmãos estavam do lado de fora. Jesus pergunta quem é sua mãe e seus irmãos e aponta para todos que estavam ao seu redor, afirmando que aquele que faz a vontade de Deus é sua mãe e seu irmão e sua irmã.

Este texto do Evangelho é muito conhecido e já gerou muitas discussões sobre a afirmação, mesmo que falsa e sem compreensão sobre os irmãos de Jesus.

Porém, o que me chama atenção neste texto é exatamente o versículo 50: “Todo aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus”.

Paremos para pensar um instante e responder a esta pergunta: eu me sinto irmão e irmã de Jesus Cristo? Eu faço a vontade de Deus-Pai?

As respostas aos dois questionamentos estão intimamente ligadas, pois uma depende da outra. Lembremos o que diz a Virgem Maria nas Bodas de Caná: “Fazei tudo que Ele, Jesus, vos disser”.

Aqui está cumprir a vontade de Deus-Pai, pois o que Ele nos pede é para que sejamos fiéis ao seu amor. Para que cumpramos o seu mandamento que resumiu em apenas dois: amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo.

Fazer a vontade de Deus é seguir o exemplo da Virgem Maria quando, mesmo sem compreender bem o que estava acontecendo,  respondeu Sim ao projeto de Deus, confiando totalmente em Deus.

Será que nós confiamos em Deus a ponto de segui-lo totalmente, realizando em nossa a sua vontade e cada um deve compreender e perceber o que Deus lhe pede, pois a todos pede que nos amemos mutuamente, como ele nos amou e ama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *